Seguidores

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Dica de redação

Quando escrevemos, devemos dedicar especial atenção à escolha das palavras. Nada de exageros, excessos cultistas. O melhor é empregar palavras simples, curtas, com significado preciso e compreensíveis pela maioria dos leitores. Por isso, o bom redator, no lugar de

esposo/esposa,
diligenciar,
falecer,
féretro,
genitora,
matrimônio,
chefe da nação,
unicamente,


optará por

marido/mulher
esforçar-se,
morrer,
caixão,
mãe,
casamento,
presidente,
só.

Uma frase do poeta francês Paul Valéry (1871–1945) resume tudo o que dissemos: “Entre duas palavras, escolha sempre a mais simples; entre duas palavras simples, escolha a mais curta”.

A fora ou afora?

Quase sempre é "afora", em uma palavra.

"A fora", separado, só se usa em oposição a "dentro": "Dedetizou a casa de dentro a fora".

Nos demais casos, "afora": "Foram todos ao cinema, afora o pai"; "Ajuda vários amigos, afora a família"; "Saiu porta afora"; "Andou por este país afora"; "Seguiu rio afora"; "O filme está quebrando recordes de bilheteria mundo afora".

CRASE ANTES DE HORAS

Na maioria das vezes, há crase no "a" que precede horas:

Os supermercados abrem às 7h.
O jogo será à 1h da madrugada.
À 0h do dia 1.º de janeiro, começará a queima de fogos.
Em cinco casos, porém, não há crase nesse "a" que acompanha horas: quando antes dele há as preposições "até", "após", "desde", "entre" e "para". Veja:

Os ingressos serão vendidos até as 18h.
Os portões serão fechados após as 7h30.
O consumo de álcool está liberado desde a 0h de segunda-feira.
Há uma lei que proíbe a prática esportiva na praia entre as 8h e as 16h.
A sessão estava marcada para as 20h.

Regra prática – Substitua a hora por "meio-dia": se der "ao meio-dia", há crase; se não der, esqueça a crase.


Observe: A transmissão começa às 6h30, com crase, porque A transmissão começa ao meio-dia.

Mas: O erro foi identificado pela reportagem após as 19h de ontem, sem crase, porque O erro foi identificado pela reportagem após o meio-dia de ontem.